印刷する
Partilhar

Estudo de Investidores Globais

Os Millennials esperam reformar-se aos 58 anos?

Os Millennials globais estão a poupar 11,2% do seu salário para a reforma, uma percentagem apenas ligeiramente inferior à média de todas as gerações, visto apontarem para uma reforma antecipada.

30/11/2017

Um importante estudo concluiu que os Millennials (18-35 anos de idade) estão a investir 11,2% do seu salário para a reforma e confiam menos nas contribuições para o estado que as gerações mais velhas (mais de 35 anos de idade).

O relatório, que abrange 30 países, também concluiu que os Millennials esperavam reformar-se com uma média de 58,2 anos de idade.

O Estudo de Investidores Globais (GIS) 2017 da Schroders, que questionou mais de 22.000 pessoas que investem, também identificou uma mudança na abordagem à reforma entre a geração mais jovem.

Os Millennials ainda dependerão da pensão do estado, pensões de empresas e outras poupanças para contribuir para a maior parte da sua reforma, mas numa extensão muito menor que as gerações mais velhas.

Os Millennials afirmaram que  esperam que a pensão do estado forneça 14% do rendimento da reforma, em comparação com 21% para as gerações mais velhas.

Os Millennials também esperam trabalhar a tempo parcial antes de se reformarem, com 71% a declararem isto como sendo um objetivo em comparação com 57% entre as gerações mais velhas.

Também estão mais inclinados a transformar um hobby em rendimento assim que se reformarem, com 35% a fazer disto um objetivo em comparação com 25% em todas as gerações mais velhas.

Fontes de rendimento esperadas/reais na reforma

 

Fonte: Estudo de Investidores Globais 2017 da Schroders

Lesley-Ann Morgan, Diretora de Reforma na Schroders, disse: “A situação financeira dos Millennials é assustadora. Ouvimos falar sobre isso demasiados vezes. Portanto, é animador ver jovens investidores, em muitos aspetos, a demonstrarem uma mentalidade pré-definida face à reforma que é muito diferente da dos seus pais.

“Os jovens investidores no nosso estudo estão a poupar mais de 11% do seu rendimento, o que é apenas ligeiramente inferior à média em todas as gerações. É um facto notável uma vez que esta geração enfrenta tantas pressões sobre as suas finanças.

“Também parece haver um crescente entendimento sobre o facto de o rosto da reforma estar a mudar. Mostram uma maior inclinação para transformar um hobby num rendimento, por exemplo, quando se reformarem. Estão também mais dispostos a aceitar que o estado só fornecerá uma pequena parte do seu rendimento na reforma.

“No geral, parece que muitos Millennials estão a assumir responsabilidade pessoal de forma séria quando se trata de poupança para a reforma.”

Os Millennials estão a poupar o suficiente para a reforma?

Os Millennials estão a poupar, em média, 11,2% do seu rendimento para a reforma, de acordo com o Estudo de Investidores Globais 2017 da Schroders. As gerações mais velhas estão a poupar um pouco mais, 11,6%.

Os Millennials podem estar a poupar menos agora, mas contam com mais tempo do seu lado.

Lesley-Ann Morgan da Schroders afirmou: “A ferramenta mais poderosa disponível para aqueles que poupam é o tempo. Comece a poupar cedo e isso faz uma diferença incrível na eventual dimensão da sua poupança para a reforma. O milagre da composição, onde ganha retornos sobre os seus retornos, aumenta ao longo de 30 ou 40 anos de poupança.”

Fonte: Estudo de Investidores Globais 2017 da Schroders.

O nível de rendimento de reforma que os aforradores podem esperar depende de:

• O montante contribuído (e quando).

• Os retornos obtidos.

• Como o dinheiro é investido após a reforma.

• O período de tempo durante o qual o dinheiro será levantado.

O gráfico seguinte, a partir dos cálculos da Schroders, mostra os retornos necessários para atingir determinados resultados.

A análise pressupõe uma idade de partida de 20 anos com um salário de £25.000 que aumenta em linha com a inflação. Mostra os retornos reais anuais – o crescimento acima da inflação - que seriam necessários para atingir dois níveis de rendimento: 50% ou 66% do seu salário quando se reformar. Estes são os intervalos típicos para os quais as pessoas apontam. A análise também pressupõe que estes se irão reformar aos 60 anos e levantar esse dinheiro durante cerca de 21 anos, em média.

A nossa análise mostra que alguém que começou a poupar para a reforma aos 20 anos de idade precisa poupar entre 12% e 15% por ano, caso queira reformar-se com 50% do seu salário.

 

Fonte: Reforma da Schroders. Apenas para fins ilustrativos. Idade de partida aos 20 anos, com reforma aos 60. Salário inicial de £25.000 que se presume crescer à taxa de inflação. Taxa de substituição com base nas taxas de anuidade atuais que geram um rendimento de 66% e 50% do salário final, respetivamente.

Se a carteira de um aforrador tiver proporcionado uma média a longo prazo de 3,9% acima da inflação – uma meta plausível mas difícil para os investimentos, então, uma taxa de contribuição de 15% do salário poderia ser suficiente para proporcionar uma substituição de 66% do salário.

Obviamente, os números são diferentes para aqueles que começam a poupar com idades posteriores.

Quando é que me reformarei?

A nível global, os Millennials, em média, afirmaram que queriam reformar-se aos 58,2 anos de idade, o que é mais cedo que os investidores mais velhos não reformados que disseram que gostariam de se reformar aos 61,8 anos. No entanto, os Millennials afirmaram que a idade com que realmente esperavam reformar-se era 61,5 anos.

Fonte: Estudo de Investidores Globais 2017 da Schroders

Faça o teste investIQ

Toma decisões com base na lógica e razão? A verdade é que a nossa mente prega-nos partidas mais frequentemente do que pensamos. Faz-nos acreditar que estamos a pensar analiticamente, quando na verdade estamos a agir instintivamente. Por isso, o que parece uma decisão informada é, na verdade, obscurecido por predisposições comportamentais.

O mesmo acontece quando estamos a fazer escolhas importantes – como a forma de investir o nosso dinheiro.

No centro do investIQ está um pequeno teste desenvolvido por cientistas comportamentais que o ajuda a compreender a sua personalidade de investimento. Em menos de 8 minutos, terá um relatório detalhado que descreve quais as características comportamentais que o influenciam mais e a melhor forma de lidar com elas.

Apelo à ação: Realize o teste investIQ em menos de oito minutos. Aceda a Schroders.com/investIQ

Informação importante:
A Schroders encarregou a Research Plus Ltd de realizar, entre 1 e 30 de junho de 2017, um estudo independente on-line a 22.100 investidores em 30 países no mundo inteiro, incluindo Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, Países Baixos, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos. Este estudo define "investidores" como aqueles que investirão pelo menos 10.000 euros (ou o equivalente) nos próximos 12 meses e que fizeram alterações nos seus investimentos nos últimos dez anos. Estas pessoas representam as opiniões de investidores em cada país incluído no estudo.
As ideias e opiniões aqui contidas são da responsabilidade da Schroders e não representam necessariamente as opiniões expressas ou refletidas noutras comunicações, estratégias ou fundos da Schroders. Este material tem fins meramente informativos, não devendo ser interpretado como material promocional de qualquer tipo. O material não deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação à compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O material não se destina a fornecer nem deverá servir de base a aconselhamento contabilístico, jurídico ou fiscal, ou recomendações de investimento. Não se deve basear nas opiniões e informações contidas neste documento aquando da tomada de decisões estratégicas e/ou de investimento individual. O desempenho passado não é garantia de desempenho futuro e poderá não se repetir. O valor dos investimentos e o rendimento deles proveniente podem aumentar ou diminuir e os investidores podem não conseguir recuperar a quantia originalmente investida. Todos os investimentos envolvem riscos, incluindo o risco de potencial perda do capital investido. As informações aqui contidas deverão ser fiáveis, mas a Schroders não garante a integralidade ou exatidão das mesmas. Não se deve basear nas opiniões e informações contidas neste documento aquando da tomada de decisões estratégicas e/ou de investimento individual.
Se estiver na América do Norte, o presente conteúdo é emitido pela Schroder Investment Management North America Inc., uma subsidiária indiretamente detida pela Schroders plc e consultora registada na SEC, com o objetivo de fornecer gestão de ativos de produtos e serviços a clientes nos EUA e no Canadá. Para os restantes utilizadores, este conteúdo é emitido pela Schroder Investment Management Limited, 31 Gresham Street, Londres, EC2V 7QA. Número de registo 1893220 Inglaterra. Autorizada e regulada pela Financial Conduct Authority.